Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 28 de julho de 2010

HANNES PÉTURSSON (1931) - AMOR DE VERÃO


Eu sou o vinho e tu o rebento
eu sou a vide, amado.
Enredei-me nos teus braços e pernas
enredei-me ao teu corpo este verão.

Eu era vinho agro e jovem.
Já é outono
e agora é doce a minha seiva.

Tradução de Amadeu Baptista

Sem comentários: