Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sábado, 15 de maio de 2010

GUO MORUO (1892-1978) - MÃE








O coração da mãe está triste,
Quando acompanha o filho até à entrada do barco.
As lágrimas só secam se esfregar os olhos,
Afastando-se na praia, não volta a cabeça.
É um lamento profundo como as águas que correm,
Como eu, melancólicas, nuvens e montanhas.
Não esqueço as palavras à beira do rio:
Pára de viajar para outros países!

Tradução de Li Ching

Sem comentários: