Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sábado, 17 de abril de 2010

SÓ MORRE QUEM NÃO TEM UM CORAÇÃO PARA MORAR






Deixo que meus olhos vejam as árvores em movimento
São apenas árvores em movimento em vaivém ao luar
Árvores que movimentam o meu pensamento
Numa sem-direcção enquanto suave a noite cai

Cuido de ti amigo
Como quem cuida da criança amada

Sem desejos nem projectos
É longa a oração –
Penitência-sem-destino

Cuido de ti amigo
Como quem cuida a amar

Queres estar
Apenas estar
Quente e em paz
Só e acompanhado
Sem palavras vãs
Sem mais nada ter
Queres estar
Simplesmente estar
Simplesmente ser

Cuido de ti amigo
Como cuida o Amar

Chegado o momento como é difícil decidir
Poderei deixar-te partir para a bonança
Se no teu modo de pensar ainda restar esperança
Se no teu jeito de pedir nesta terra te queres quedar

Vai Vai no teu jeito de olhar que nunca mais verei
Vai e se errei perdoa a minha fraqueza
Mas aguarda por mim no alto da montanha

Só morre quem não tem um coração onde morar

Entretanto cuidarei de ti amigo
Bem dentro no mais profundo da minha alma
E saberei que não morrerás jamais

1 comentário:

atma atom disse...

Eles também sabem que não morrerão jamais... os animalinhos com quem partilhamos o nosso melhor e deixamos que ocupem um pouco da nossa alma... vai com eles...

Coragem, Zé Maria,

Um abraço.