Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sábado, 21 de março de 2009

SER UMA COISA É NÃO SER SUSCEPTÍVEL DE INTERPRETAÇÃO


“Ser uma coisa é não ser susceptível de interpretação.”
No ver somente, na percepção pura que não envolve o pensamento, não há continuidade. Na inexistência desta, não há sofrimento, há amor.
Ver alguém ou alguma coisa no momento presente é morrer para todas as ideias e imagens que possamos ter guardado em memória referentes a esse alguém ou coisa.
É não contagiar o objecto da visão.

JOSÉ MARIA ALVES
http://www.homeoesp.org

Sem comentários: